Educação de Adultos

Realiza formação inicial e continuada a educadores de jovens e adultos, ensinando e aprendendo numa relação dialógica conscientizadora, promovendo o exercício crítico da cidadania. Além disso, desenvolve materiais de apoio pedagógico, oferece oficinas, palestras, workshops, assessoria e consultoria a Estados e prefeituras, empresas, instituições, organizações governamentais e não-governamentais. Os objetivos são contribuir com a definição de políticas públicas em EJA, com a organização e implementação do Movimento de Alfabetização de Jovens e Adultos (MOVA), e com avaliação de projetos e sistematização de experiências.

É um espaço de encontro, celebração, solidariedade, reflexão, formação, pesquisa e publicação em torno de questões que envolvem a formação de pessoas jovens e adultas numa perspectiva cidadã e ecopedagógica, com o compromisso de fortalecer o movimento a favor da garantia do direito humano fundamental à educação para toda a população. Esta área nasceu nos primeiros anos da caminhada do Instituto. É herdeira da tradição da educação popular e, particularmente, do MOVA-SP, lançado quando Paulo Freire estava à frente da Secretaria Municipal de Educação do Município de São Paulo (1989-1991).

Espaços Políticos de Atuação

Fórum São Paulo de EJA (fundado em 1999): é um coletivo que pensa EJA como direito do cidadão e, para tanto, discute as políticas públicas para este segmento. O IPF é uma das organizações que compõe a coordenação estadual.

Rede de Apoio à Ação Alfabetizadora (RAAAB): é um espaço de interlocução entre organizações, movimentos, redes, campanhas, governos e pessoas. O IPF é uma das organizações que compõe a coordenação nacional.

MOVA BRASIL: é um espaço de articulação, formação e propostas de políticas públicas, visando a fortalecer o movimento de EJA no âmbito nacional. O IPF é uma das organizações que compõe a coordenação nacional

Encontro Nacional de Educação de Jovens e Adultos (Eneja): é um espaço de articulação de todas as instâncias governamentais – municipal, estadual, federal -, da sociedade civil organizada que debatem e propõem políticas públicas para EJA.

Conferência Internacional da Educação e Adultos (Confintea): realizada a cada 12 anos, é um espaço de debate e articulação internacional da EJA. A Declaração de Hamburgo, construída no último encontro realizado em 1997, é um documento referência para a Educação de Adultos.

Objetivos

  • Desenvolver estudos e pesquisas que contribuam para a formação de educadores e para a definição de políticas públicas de atendimento à EJA;
  • Oferecer formação inicial e continuada, presencial e a distância, de educadores de EJA, numa perspectiva transformadora;
  • Participar de movimentos de luta, nacionais e internacionais, pela melhoria do atendimento à EJA;
  • Organizar publicações na área de EJA que contribuam para manter vivo e atualizar o pensamento freiriano e oferecer subsídios para as reflexões e práticas educativas nesse nível de ensino;
  • Organizar e participar de eventos nacionais e internacionais que contribuam para o encontro de pessoas, reflexões coletivas, sistematização e fortalecimento de experiências em torno da educação de pessoas jovens e adultas.

Coordenadora

Alessandra Rodrigues dos Santos

Ações em realização

Ações realizadas